Arquidiocese de São Paulo entra na onda Pokémon GO

Marcelo Henrique de Lima
(Pascom Sant’Ana)

“Não são apenas os joguinhos que podem trazer prejuízos se não forem usados com equilíbrio… O mau uso das tecnologias digitais pode prejudicar nossa capacidade de refletir criticamente… Quantas vezes você já se pegou atualizando o feed do seu facebook enquanto participava da missa? Nossa proposta para esta semana é refletir sobre o
impacto das tecnologias na nossa missão evangelizadora.(Papa Francisco)

          Por meio do seu perfil no Facebook, a Arquidiocese de São Paulo publicou em sua FanPage no Facebook uma espécie de campanha para que as pessoas que vão à igreja ‘atrás de monstrinhos’, aproveitem para orar, não atrapalhando quem está orando e também realizem visitação turística ao patrimônio histórico-cultural existente no local.
É comum que em “Pokémon GO” lugares como igrejas e cemitérios sediem PokéStops (ponto onde pode-se abastecer de pokebolas e ovos necessários ao jogo) e ginásio ponde são realizadas competições entre os jogadores..

          A campanha também incentiva jogadores a enviarem fotos de Pokémons encontrados em igrejas de São Paulo para a página, utilizando a hashtag #pokemonGoIgrejaSP

          A iniciativa também visa reforçar o aspecto turístico através da visitação às arquiteturas das igrejas, atrair frequentadores e também conscientizar os jogadores a não atrapalharem os cultos ou incomodarem quem estiver nos locais para rezar

          Evitando excessos e com orientação positiva, a experiência dos jogadores em nossas paróquias pode ser uma boa oportunidade de interação com jovens que estão afastados da vida pastoral e comunitária. 

13882232_1073010052776695_7473154260972766530_n 13892322_1073010072776693_4928028156780432768_n 13912434_1073009999443367_5543852521073321701_n 13920735_1073010019443365_4486357270628006220_n

 

Confira clicando AQUI
o post da Arquidiocese


                          Catedral São Dimas ‘deu mão à palmatória

13882158_1044496442312905_8206876891507671661_n13938571_1044495718979644_2734258920405662685_n
        A Catedral São Dimas, em São José dos Campos (SP), também não perdeu tempo entrando na discussão se o jogo Pokemon GO é ou não é bom para seus fiéis.

Usando da tática do ‘se não pode com ele, junte-se a eles’, o pároco da igreja, Rinaldo Roberto de Rezende, aproveitou que a Catedral virou ‘Ginásio’ para competições e  ‘pokestop’ para atrair os jovens e demais atingidos por essa febre mundial.

Sem o menor constrangimento o padre colocou na fachada da catedral um cartaz de boas-vindas aos jogadores e sugerindo uma oração dentro do templo antes de iniciar a caçada.  Além de fixar o cartaz na Catedral, a igreja também convidou os jovens a caçarem Pokemóns no local através de sua FanPage no Facebook.

          O pároco disse a um jornal: “Logo que saiu o jogo os adolescentes vieram me contar que a igreja era um ‘ginásio’ e um ‘pokestop’. Então falei que poderiam vir, mas era para rezar antes que a caçada seria melhor. Podemos usar esse artifício para atrair jovens. A igreja não está alheia a isso, temos que conhecer o que eles têm interesse para dialogar melhor”, explicou.


E você o que acha da atitude do padre Rinaldo?
Concorda? Discorda?
Ou, muito pelo contrário?

Paróquia Sant'Ana

Pastoral da Comunicação da igreja de Sant'Ana, da Diocese de São Carlos. Acreditamos que as novas tecnologias e meios de comunicação são ótimas ferramentas para evangelizar e propagar a da palavra de Deus.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *