Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística

Sobre o Ministério Eucarístico

A palavra ministério (do latim, “ministerium”) significa “serviço”, “função servil”. É antes de tudo um carisma, ou seja, um dom do alto, do Pai, pelo Filho, no Espírito, que torna seu portador apto a desempenhar determinadas atividades e serviços em ordem à salvação. Todo cristão é chamado a servir e a se doar inteiramente pelo Reino de Deus.

O ministério tem uma característica comunitária: “A cada um Deus confere dons para que possa colocá-los a serviço da comunidade” (Rm 12,4-5).
“Todos nós conforme o Dom que cada um recebeu de Deus, consagrai-nos ao serviço uns dos outros, como bons dispensadores das diversas graças de Deus” (I Pd 4,10 ).

É missão da Igreja pregar o Evangelho, pois a Igreja toda é ministerial, é prestadora de serviços. Ela é servidora, porque o próprio Jesus falou: “Eu vim para servir e não para ser servido”. O Pai enviou seu filho para prestar serviço à humanidade(…)

Ministério: É um serviço prestado à comunidade, respondendo a uma necessidade duradoura ou permanente desta comunidade. A pessoa que tem esta função representa a própria comunidade, agindo em nome dela, mas com muita cautela, longe de ser autoritário, longe de exercer poder. O ministro deverá conscientizar-se de que a sua preocupação está votada para uma relação intima entre o ministério e a comunidade. Ele carregará consigo, que o ministério é estar a serviço da comunidade, isto é, de todos os cristãos, tornando essa comunidade mais ativa, mais missionária.

A formação de Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão deverá voltar-se para os seguintes pontos:

  • Cooperar diretamente com o pároco na Pastoral Eucarística.
  • Levar a Sagrada Comunhão aos enfermos e idosos e aos impossibilitados de irem à Igreja.
  • Auxiliar o pároco na Celebração Eucarística e na Liturgia da Palavra.
  • Agir sempre em comunhão com o pároco e sob a orientação da hierarquia da Igreja Particular da diocese a que pertence.
  • Ter como base o ministério eucarístico no qual o Corpo de Cristo nos é oferecido como alimento até que Ele venha.
  • Quando necessário, realizar Celebrações da Palavra.

Sendo um setor do Centro Pastoral, deverá o Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão estar apto a participar da Pastoral de Conjunto com os ministérios afins: ( Diáconos, acólitos, evangelizadores…).

Ação ministerial

Na Paróquia de Sant’Ana, a formação do grupo de Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística foi acontecendo em períodos diferentes. Como exemplo, temos ministros com mais de 25 anos servindo e alguns com 5 anos, e outros, ainda, são recém-formados. A formação para os Ministros é oferecida pela Diocese de São Carlos, num consenso entre os padres. Cada pároco que passou pela Paróquia de Sant’Ana teve seu jeito próprio de formar e informar os Ministros, de acordo com suas preferências, e os mesmos foram-se adaptando, aceitando as novas regras para melhor servir à comunidade.

Ao todo, são 35 ministros, sendo eles:

  • Amarildo Lopes
  • Ana Rita Rinaldo
  • Tiago dos Santos
  • Maria Aparecida Becassi
  • Emerson Spinelli
  • Flávio Costa
  • Irma Medeiros
  • Ilka de Oliveira Trevisan
  • Luci dos Santos
  • Luis Antonio Bergamim
  • Maria da Graça Federici
  • Mirtes Zen
  • Nair Dante Gotardo
  • Neuza Pivetti
  • Luis Carlos Pivetti
  • Rodolfo P. de Freitas
  • Romildo dos Reis Lopes
  • Sueli da Silva Sávio
  • Antônia Maria Bonani Barbosa
  • Valéria Eleotério Pullitano
  • Vilma Dal Negro
  • Rita Caires
  • Fabiana Gouveia
  • Dalva Darlene G. Romano
  • Isabel
  • Deoclécio Tartarini
  • Laura Marcelo Ruffo
  • Rosana Fraiz
  • Amélia Guerreiro
  • Raquel do Carmo Garcia
  • Nilza M. Lupino
  • Meire
  • Afonso C. Fávero Piza
  • Michele Ap. Silva
  • Rogério Penna Gonçalves

Ministério Eucarístico 001 Ministério Eucarístico 003 Ministério Eucarístico 005