Pastoral Familiar: Fortalecendo a importância da família na Igreja.

Sobre a Pastoral Familiar

A partir da Familiaris Consortio (22.11.1981) os Bispos do mundo inteiro se mobilizaram em fazer da Pastoral Familiar uma das prioridades pastorais nas Dioceses e Paróquias. Na América Latina, as Conferencias Episcopais do CELAM sempre abordaram em seus documentos temas relacionados à importância e à missão da família no mundo e na Igreja e seus cuidados pastorais.

Na IV Conferência do Episcopado Latino Americano, em Santo Domingo, República Dominicana, (12 a 28.10.1992), tiveram eco profundo as preocupações do Papa João Paulo II, manifestada na Familiaris Consortio, escolhendo com um dos temas principais para o continente a “Família como Santuário da Vida”.

Grandes colaborações à PF têm vindo, também, através dos Encontros Mundiais do Papa com a Família. Está em preparação o VII Encontro, previsto para 2012, em Milão, na Itália, cujo tema é: “A Família: o trabalho e a festa”.

Em Roma, foi criado o Pontifício Instituto para a Família (13.05.1981) para a formação teológica de agentes especializados em favor da Família, tendo a Família como foco e centro de interesse, com a finalidade de estudar as soluções teológicas, pastorais e científicas, aos problemas atuais referentes à família.

No Brasil, em Salvador, foi fundada a 15.12.1998, uma filial do Pontifício Instituto para a Família, a pedido do Cardeal Dom Lucas Moreira Neves. No mundo existem filiais em nove países: Itália, Brasil, Benin, Índia, Áustria, Austrália, Espanha, Estados Unidos e México.

As Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil, contemplam a família como “patrimônio da humanidade, lugar e escola de comunhão, primeiro local para a iniciação à vida cristã das crianças, no seio da qual, os pais são os primeiros catequistas”. “A Pastoral Familiar poderá contribuir para que a família seja, de fato, lugar de realização humana, de santificação na experiência de paternidade, maternidade e filiação e de educação contínua e permanente da fé”.

A Pastoral Familiar propriamente dita começou a ser sistematizada a partir 1989. Em 1992 foi criado em Curitiba o IPF – Instituto da Pastoral Familiar, hoje INAPAF – Instituto Nacional da Família e da Pastoral Familiar, sediado em Brasília.

Ação em  nossa Paróquia

A Pastoral Familiar começou a existir oficialmente na paróquia no dia 16 de abril de 1996, com sete casais, que reuniam-se a cada 15 dias. Já faziam um trabalho semelhante ao atual, com a orientação dos padres verbitas e diretrizes da Diocese, sob o título de Casais Piloto.

Os Casais Piloto exerciam atividades desde a década de 80. Segundo registros do Livro Tombo, foi a primeira pastoral implantada na paróquia, após uma formação oferecida pela Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, para os Casais Piloto. O trabalho, naquela época, consistia em fazer a preparação dos noivos para o Sacramento do Matrimônio e aproximar-se das famílias, através de reuniões com os pais da Catequese, além da atuação na Liturgia.

Atualmente, a Pastoral Familiar tem 22 membros, que reúnem-se mensalmente para rezar o terço e trocar ideias e informações sobre as diretrizes da Diocese de São Carlos, à qual pertencem. Na Diocese, a Pastoral Familiar possui uma estrutura bem organizada, sob a orientação do Assessor Diocesano, padre José Roberto Agostinho, da paróquia Imaculada Conceição, em Ibitinga.

Além da preparação dos noivos, os membros da Pastoral Familiar buscam sempre interagir com a comunidade, através da participação de todos na missa das 08h00, todo 1º. domingo do mês e o oferecimento de um café da manhã ao término da celebração.

Um momento muito forte para a Pastoral Familiar é a Semana da Família, que ocorre todos os anos, no mês de agosto, em todo o Brasil, e trata de temas relevantes para a família e toda a comunidade. Os trabalhos acontecem todos os dias durante uma semana inteira; além da matriz, as comunidades Nossa Senhora Rainha do Universo e Santa Rita envolvem-se na Semana da Família. Nos últimos anos, nota-se cada vez mais o interesse dos paroquianos por esta semana.

Segundo seus coordenadores, Luiz Carlos Pivetti e Neuza Pivetti, o grupo está forte, coeso, mas uma das principais dificuldades está em conseguir novos casais para trabalhar na Pastoral Familiar. Acreditam que a divulgação realizada pela PASCOM- Pastoral da Comunicação será uma forma de atrair mais pessoas para serem agentes.

Coordenadores

  • Luiz Carlos Pivetti
  • Neuza Pivetti

Agentes

  • Luis Antonio Bergamim
  • Nubia Aparecida Barbosa de Souza
  • Deoclécio Tartarini
  • Sônia Tartarini
  • Antônio Pádua
  • Mariuza Pádua
  • José Sérgio Martins
  • Genoveva Augusta Pastre Martins
  • Luis Becassi
  • Maria Aparecida Becassi
  • Eder Iaderozza
  • Carla Iaderozza
  • Luisa Marcon Bellini
  • Maria
  • Mário José Sávio
  • Sueli da Silva Sávio
  • Samira Borghi
  • Luiz Henique Borghi
  • Nelson Pulitano
  • Valéria Eleotério Pulitano

Atividades: Curso de Preparação para o Sacramento do Matrimônio, Missa Mensal com café da manhã, Terço nas casas, Articulação com a Diocese.

Reuniões: Mensalmente, na casa dos agentes (um casal a cada mês), para oração do terço e reunião para tratar dos assuntos referentes à pastoral.

Contato: Coordenadores Pivetti e Neuza: 33352477/981143669

Pastoral da Família 001 Pastoral da Família 002 Pastoral da Família 003 Pastoral da Família 004