Vicentinos

Vicentinos

Vicentinos

A natureza da Sociedade de São Vicente de Paulo – Colocada sob o patrocínio de São Vicente de Paulo, inspira-se no pensamento e na obra deste Santo, esforçando-se, impelida por um profundo sentimento de justiça e de caridade, para aliviar os sofrimentos do próximo, mediante o trabalho coordenado de seus membros. Fiel a seus fundadores, tem a preocupação de renovar-se constantemente e adaptar-se às condições mutáveis do mundo. De caráter católico, está aberta a quantos desejam viver sua fé no amor e no serviço a seus irmãos.
A unidade da SSVP no mundo é representada por sua REGRA (Regulamento) e busca sempre em sua ação um trabalho de maior contato e aproximação com a Igreja, através do Clero. Nenhuma obra de caridade é estranha à SSVP. Sua ação compreende qualquer forma de ajuda, por contato pessoal, no sentido de aliviar o sofrimento e promover a dignidade e a integridade do homem. A SSVP não somente procura aliviar a miséria, mas também descobrir e remediar as situações que a geram. Leva sua ajuda a quantos dela precisam, independentemente de raça, cor, nacionalidade, credo político ou religioso e posição social: daí a existência das chamadas Obras Unidas (asilos, creches, orfanatos, abrigos para migrantes, hospitais, centros sociais comunitários, dispensários etc.).
Os membros da SSVP, confrades e consócias (ou simplesmente Vicentinos), são unidos entre si pelo espírito de pobreza e de partilha. Formam, no mundo inteiro, com aqueles a quem prestam auxílio, uma só família, buscando contato com todos os demais movimentos e organizações inspirados em São Vicente de Paulo: a FAMÍLIA VICENTINA. Os vicentinos procuram, pela oração, pela meditação da Sagrada Escritura e pela fidelidade aos ensinamentos da Igreja, ser testemunhas do amor a Cristo, em suas relações com os mais desprovidos, bem como, nos diversos aspectos da vida. O vicentino insiste na promoção integral do assistido, orientando-o no plano material, mas muito mais no plano espiritual, para levá-lo à participação no Reino de Deus. Assim sendo, os vicentinos sempre buscam orientações e atualizando-se nas modernas maneiras de assistir os homens de nossos dias em suas misérias.
As Conferências Vicentinas e sua Sistemática Operacional – As Conferências Vicentinas são grupos de pessoas, formadas, de no máximo, 15 (quinze) membros para dar maior agilidade e organização à assistência às famílias, que têm sua sede preferencialmente em uma paróquia católica. Sua sistemática de operação é simples: reuniões e visitas semanais às famílias assistidas. Tudo em um clima fraterno de disponibilidade, humildade, simplicidade, zelo, afeto e espiritualidade.

Vicentinos na Sant’Ana

Na Paróquia de Sant’Ana, as reuniões ocorrem todas as segundas-feiras, no salão catequético, às 19h00. Ao final das missas, entregam panfletos, pedindo doações de alimentos para o 2º. Domingo de cada mês. Ainda é pouca a arrecadação, mas aumentou bem. Todo domingo, das 7h00 às 11h00, fazem arrecadação de dinheiro na porta do cemitério. Com este dinheiro, compram alimentos que ficaram faltando, remédios, pagam contas e exames das famílias assistidas. O caixa é destinado para os pobres.
Os Vicentinos também fazem a Campanha do Natal. Em média, são atendidas 24 famílias por mês. Primeiramente ocorre a visita (sindicância) às famílias e depois há o fornecimento das cestas. A meta para este final de ano é entregar de 50 a 60 cestas (disse que no passado, chegaram a distribuir 120 cestas). Muitas vezes, é preciso confrontar os dados das pessoas com os de outras instituições, para saber se aquela pessoa ou família não está recebendo cesta básica de outro lugar.
Agostinho, responsável pelo grupo, entes: Quando alguém pede remédio, peça a receita e vá buscar. É preciso fazer um trabalho de valorização dos pobres, ajudar a levantar as famílias, quando possível. Muitas vezes, antes de virar as costas, pergunte: Por quê? São 16 pessoas empenhadas no trabalho vicentino. A conferência de Sant’Ana é forte na cidade. Cerca de 10 pessoas são assíduas às reuniões, e as outras ajudam de outras formas.