Comunidade de Santa Rita de Cássia

Capturar

 

Comunidade de Santa Rita de Cássia – Araraquara

 

          A Comunidade de Santa Rita de Cássia, faz parte da paróquia de Sant’Ana de Araraquara, que integra a Diocese de São Carlos, tendo como pároco, Antônio de Marcos filho, carinhosamente chamado de Padre Toninho.

          A Capela de Santa Rita de Cássia, localizada na Rua Américo Danielli no Parque das Laranjeiras, foi fundada em 1978, por iniciativa e empenho, do casal Maria Luciana Valdevino e Francisco Valdevino Neto.
          De acordo com relatos, o terreno onde foi construída a capela foi doado e os outros dois terrenos das laterais foram comprados com recursos levantados pelos membros da comunidade. A escolha da padroeira foi definida por sugestão da Srª Carmem Helena Silva Carmo, participante ativa da comunidade e devota de Santa Rita de Cássia.

          Na década de 80, o salão anexo à capela foi utilizado para a realização de diversas atividades como o preparo e distribuição de sopa e leite aos moradores do bairro e também o atendimento de crianças em sistema de creche mantida por membros da comunidade e alguns subsídios da Prefeitura Municipal. Segundo informações de senhoras que atuavam na creche, a comunidade era bastante carente e necessitava tanto da alimentação ali oferecida como também das orientações referentes à higiene e saúde. Além disso, eram oferecidos cursos de artesanato de pintura, tricô e crochê.

          Na década de 90, a comunidade contou com a importante e ativa participação da família Spinelli a frente das festividades e dos eventos religiosos. Era intensa a participação de crianças e jovens nas atividades da igreja incluindo realização de teatro sobre a vida de Santa Rita de Cássia. Nessa época, foram realizadas reformas no salão de festas e adequações no telhado da capela. Para receber os visitantes durante as festividades realizadas no mês de maio era montada uma grande cobertura com bambus e lona.
          Com o progressivo aumento do número de frequentadores e envolvimento de membros da comunidade e dos párocos que estiveram à frente da comunidade iniciou-se um processo de estudo e levantamento de recursos para reformas nos espaços existentes.

          No ano de 2007 foi iniciada a construção de uma cobertura no local onde era montada a barraca e que hoje se transformou no salão. Este espaço possibilitou a realização de eventos para arrecadação de recursos e trouxe a necessidade da construção de uma cozinha adequada ao preparo dos alimentos que foi inaugurada em 2012. Para organização desses espaços foi necessária a aquisição de equipamentos, utensílios de cozinha, mesas e cadeiras.
          Em 2014 concluiu-se a construção dos banheiros, incluindo banheiro para deficiente, a dispensa e o espaço para venda de bebidas.

          Em 2015 realizou-se a construção dos muros de arrimo, a ampliação do salão de festas com calçamento de toda área e a construção das salas de catequese (ainda em andamento).
          O objetivo de todos os membros da comunidade tem sido adequar progressivamente os espaços para receber um maior número de fiéis, moradores da região e também visitantes.

Quem foi Santa Rita de Cássia?

 

santa rita d cassia
Chamada Margherita, que originou o nome Rita, a Santa das Causas Impossíveis nasceu na Itália em 1381. Um tanto contrariada, acabou fazendo o gosto dos pais: casou-se com um jovem temperamental e violento e tiveram filhos. Durante os 18 anos em que esteve casada, tudo fez para que a paz e a harmonia fossem mantidas. E à custa de muita oração conseguiu abrandar o temperamento do marido.

          Um dia, entretanto, Paulo Ferdinando foi assassinado e jogado à beira de uma estrada. Os dois filhos juraram vingar o pai. Impotente ante o ódio dos filhos pediu a Deus que os levasse antes que se manchassem de sangue. Seja lá por que desígnios de Deus, suas preces foram ouvidas.
          Abalada pela morte do marido e dos filhos, quis recolher-se ao convento das Agostinianas de Cássia, mas não foi aceita. Rezou fervorosamente aos santos de sua devoção: São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolau de Tolentino. Conseguindo ingressar no convento, viveu ali por 14 anos até sua morte, trazendo na testa um estigma, associando-se assim à paixão de Cristo.

Morreu no mosteiro de Cássia em 1457 e foi canonizada em 1900.

          Uma família de devotos trouxe a imagem de Cássia, na Itália. Foi o ponto de partida para a devoção de mais de um século que se espalhou pelo Vale do Sapucaí, no Sul de Minas Gerais.
          O Santuário de Santa Rita recebe romeiros ao longo de todo o ano. Há missas especiais para fiéis de outras paróquias todos os finais de semana com uma recepção especial pela equipe de acolhida. O Santuário possui três relíquias da santa italiana: uma partícula óssea, seu hábito e uma imagem em tamanho natural vinda de Cássia.

 

 

História de Santa Rita

 

 


Oração de Santa Rita

 

Ó Deus,
que vos dignastes conferir à Bem-aventurada Rita tamanha graça que,
havendo-vos ela imitado no amor dos seus inimigos,
trouxesse no coração e na fronte os sinais de vossa caridade e sofrimento,
concedei-nos,
vos suplicamos,
que pela sua intercessão e merecimentos
amemos os nossos inimigos,
e com o espinho da compunção perenemente
contemplemos as dores de vossa paixão
e assim mereçamos o prêmio por vós prometido
aos que choram e têm manso o coração.
Vós que viveis e reinais pelos séculos dos séculos. Amém.

************************************************
Oração para ser rezada todo dia 22 de maio

          Belíssimo, como os fulgores do paraíso, foi para vós, gloriosa Santa Rita, o dia 22 de maio de 1457, que vos abriu as portas da Jerusalém Celeste, onde por todos os séculos vos foi cingida a fronte com a esplêndida coroa dos Santos e da eterna felicidade.
          Belo também para nós, feridos pelo espinho do degredo neste vale de lágrimas, aquele dia feliz em que começastes a espalhar sobre o mundo o bálsamo consolador do vosso patrocínio; belo e cheio de alegria para todos os pobres filhos de Eva, degredados nesta terra semeada de espinhos, inundada de lágrimas e envolta nas trevas da morte.

          Saturados de amarguras, mas cheios de fé e confiança, elevamos nossos olhares até vós, ó Santa Rita, que fostes constituída por Deus poderosa mediadora de todas as necessidades. Se é doce e consolador prostrar-se alguém diante de vós e vos consagrar o dia 22 de cada mês, como feliz lembrança de vosso felicíssimo trânsito, princípio para nós de conforto pela vossa contínua proteção, não susteis para o futuro o amor que dispensais aos vossos devotos, e fazei que a vossa proteção seja para nós escudo contra o pecado.

          Intercedei por nós, ó Advogada dos “Impossíveis”, Santa dos amargurados tempos que atravessamos, socorrei os pobres, ajudai os fracos, sarai os doentes, confortai os aflitos, protegei a Santa Igreja e o Papa, e abençoai as nossas famílias e toda esta Paróquia. Neste dia abençoado, nós vos saudamos, ó gloriosa Santa Rita. Rogai por nós, ó Taumaturga de Cássia e Padroeira nossa, para que sejamos dignos de alcançar as promessas de Cristo. Amém (Pai Nosso, Ave Maria, Glória)

*************************************************

Ladainha de Santa Rita

          Senhor, tende piedade de nós. Jesus Cristo, tende piedade de nós. Deus pai dos céus, tende piedade de nós. Deus filho redentor do mundo, tende piedade de nós. Deus espírito Santo, tende piedade de nós. Santa mãe Maria, mãe de Deus, rogai por nós.
          Santa virgem das virgens, rogai por nós. Santa Rita, espelho para as esposas e mães atribuladas, rogai por nós. Santa Rita, intercessora dos aflitos e injustiçados, rogai por nós. Santa Rita, coroada com o espinho de Cristo crucificado, rogai por nós. Pelas graças que recebestes do Santíssimo Sacramento da eucaristia, intercedei por nós.

          Pelo amor que tivestes a Jesus Crucificado, intercedei por nós. Pelas cruéis dores que sofrestes em vossa fronte, intercedei por nós. Pelos desprezos, ultrajes e infidelidades que sofrestes, intercedei por nós. Por todas as vossas tribulações neste mundo, intercedei por nós. Vós, cujo coração é um trono da majestade divina, atendei nossos pedidos. Vós, que fostes assinaladas com o selo da paixão de Cristo, atendei nossos pedidos.

          Vós, que sois a consoladora dos necessitados, atendei nossos pedidos. Vós, que tudo podeis junto de Jesus e Maria, atendei nossos pedidos. Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos , Senhor. Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor. Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós. Rogai por nós, bem-aventurada Santa Rita de Cássia. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.


*************************************************
Hinos de Santa Rita

1 – Excelsa Padroeira

          Ó Santa Rita, Excelsa Padroeira, lá de teu trono nos volve o teu olhar. A tua glória, em perenais louvores, celebraremos aos pés de teu altar. 1. Ó Santa milagrosa, atende pressurosa aos rogos que te eleva nossa alma fervorosa! 2. Socorre os aflitos, de coração contrito, mudando em alegria as horas de agonia. 3. Ó vale-nos na lida, durante a nossa vida. E leva-nos aos céus a ver a Deus sem véu! 4. Protege esta cidade, ó Santa de bondade, trazendo lá da altura a paz, amor, ventura.

2 – Fostes a rosa preferida, ó Santa Rita de Jesus.

Ensinas-me lição de vida: sofrer, amar, levando a cruz

  1. Ah! Não há rosa sem espinhos, não no canteiro de Jesus. Lá quem quiser ganhar a vida tem que levar a sua cruz.
  2. Neste jardim foi semeada Rita de Cássia, a rosa flor, que deixou tudo nesta vida porque entendeu o que é o amor.
  3. Nem sofrimentos e família desiludiu sua decisão: seguir somente a Jesus Cristo, jamais trair seu coração.

3 – Padroeira Nossa

          Santa Rita, Santa Rita, querem todos te louvar. Santa Rita, Santa Rita, vem por nós a Deus rogar! 1. Padroeira nossa, eis a teus pés, com alegre gratidão. Este povo que afirma: “Tu és nosso alento e proteção”. 2. Grande foi o teu amor à Paixão dolorosa de Jesus. Tua fronte traz a chaga, sinal do teu grande amor à Cruz! 3. Grande advogada dos filhos teus, quando sofrem aflição. Para causas impossíveis, em Deus tu encontras solução! 4. Alegria, dor, cruel provação, aceitaste com amor. Faze o nosso igual ao teu coração: abrasado de amor!

 

 

Um pouco da história da Comunidade de Santa Rita

 

Este slideshow necessita de JavaScript.